Escreve Cartas

Criado pelo Governo do Estado de São Paulo, em novembro de 2001, o programa Escreve Cartas tem como objetivo principal ajudar pessoas com dificuldades em ler e escrever, principalmente aquelas que necessitam se comunicar com familiares e amigos distantes por meio de correspondência. Os voluntários do programa também ajudam a redigir currículos e preencher formulários.

Esse programa foi inspirado na obra cinematográfica de Walter Salles. Em Central do Brasil, a Dora, a personagem interpretada por Fernanda Montenegro, é uma escrevedora de cartas que trabalha na maior estação ferroviária do Rio de Janeiro - que dá nome ao filme.

O serviço é gratuito e as cartas são postados nas caixas de coleta dos Correios localizados no Poupatempo.

Desde sua implantação, foram realizados mais de 300 mil atendimentos.

Locais de atendimento

Atualmente, o Escreve Cartas funciona nas unidades de Santo Amaro, Itaquera, Osasco e São Bernardo do Campo do Poupatempo .

Voluntários

O programa funciona graças ao trabalho de voluntários que dedicam duas horas por semana ao atendimento das pessoas.

Ao longo do ano, são abertas inscrições para os voluntários interessados em realizar esse trabalho social. Para participar do projeto é necessário ter boa caligrafia, muita dedicação e respeito ao próximo. Além de ter disposição e paciência, o voluntário deve saber guardar sigilo do que escrevem e manter uma postura neutra durante o atendimento.

Mais informações

Última atualização: maio de 2016