Biblioteca Virtual
Envie sua mensagem para a Biblioteca Virtual
Fale Conosco
Conheça a Biblioteca Virtual e saiba o que podemos fazer por você
Quem Somos

Especial: ENERGIA [01/2008]

Tamanho do texto   A A A

Há milhares de anos atrás, a energia já era um elemento de vital importância para a sobrevivência da humanidade. Quando se descobriu os benefícios que o fogo traria para a sua alimentação e proteção, o homem desenvolveu uma técnica que consistia em fazer atrito com pedaços de pedras para desencadear fagulhas que incendiassem palha seca. Logo, começou o fogo começou a ser utilizado para derreter minerais que lhe serviriam para confeccionar armas, utensílios e ferramentas para trabalho. Essa técnica talvez seja a primeira forma de produção humana de energia que conhecemos.

Pouco a pouco, o homem elaborou novas maneiras para utilizar a energia em seu benefício. Desde técnicas mais rudimentares, como o uso de animais para tracionar moendas e transportar cargas, até o desenvolvimento da máquina a vapor, invenção que foi o marco da Revolução Industrial na Europa, a sociedade só evoluiu graças ao conhecimento da aplicação das energias que estão disponíveis de diversas formas.


Energia eólica

O que é energia?

Basicamente, podemos definir energia como o potencial inato para executar trabalho ou realizar uma ação. O termo é utilizado em diferentes campos do conhecimento. Utilizamos energia para designar reações relacionadas ao calor (temperatura), ao trabalho mecânico (movimento), à luz (radiação) e à dinâmica de organismos vivos (energia biológica), entre outros.

Outra característica da energia é que ela nunca se esgota. Na realidade, ela é transformada ou transferida para outro corpo ou objeto. Exemplos: uma lâmpada converte a energia elétrica em energia luminosa; uma turbina de usina hidrelétrica transforma a energia mecânica em energia elétrica; reações nucleares de determinados elementos químicos (energia nuclear) podem se transformar em calor (energia térmica); durante a recarga de um celular que transforma a energia elétrica em energia química armazenada na bateria.

Tipos de energia

ENERGIA POTENCIAL - Essa é a energia acumulada em um objeto em relação a sua posição. Por exemplo, um arqueiro, ao esticar o seu arco, acumulará uma determinada quantidade de energia que servirá para impulsionar a flecha. Ou então, quando erguemos um martelo, estamos acumulando energia para poder bater num prego.

ENERGIA CINÉTICA - Essa é a energia que um corpo em movimento possui. Utilizando um dos exemplos anteriores, ao disparar a flecha, esta começa a ter movimento e, por conseqüência, uma determinada quantidade de energia cinética. Há duas características fundamentais em relação a esse tipo de energia: quanto mais rápido um corpo estiver se movendo, mais energia cinética terá; quanto mais massa um corpo tiver, mais energia cinética será necessária para movimentá-lo.

ENERGIA MECÂNICA - É o resultado da quantidade de energia cinética e de energia potencial disponível num sistema. Continuando no nosso exemplo, o sistema arco e flecha tem, como energia mecânica, a soma da energia potencial acumulada na tensão que o arqueiro faz no arco e a energia cinética da flecha que voa até o alvo.

ENERGIA QUÍMICA - Essa é a energia acumulada em compostos químicos, necessária em diversos processos biológicos bastante conhecidos como a fotossíntese. Nos seres humanos, por exemplo, temos processos semelhantes para transformar o que comemos em energia para realizar as atividades do dia-a-dia. A energia química também pode ser acumulada para ser convertida em energia elétrica. É o caso das baterias de veículos, pilhas e baterias de telefone celular.

ENERGIA RADIANTE - Apresenta-se em forma de ondas eletromagnéticas, como as emissões de luz, ondas de rádio, microondas, raios X, raios gama e radiação ultravioleta.

ENERGIA NUCLEAR - produzida pela fissão (“quebra”) e pela fusão (“união”) de átomos, gera basicamente calor. Muito utilizada para produção de energia nucleoelétrica, atendendo a 18% das necessidades mundiais de eletricidade. A energia nuclear também é aplicada na propulsão naval, como os submarinos nucleares.

ENERGIA ELÉTRICA - Essa energia se caracteriza por meio de um fluxo constante de elétrons. É observada sob forma de eletricidade em nossas casas ou de impulsos nervosos nos neurônios de nosso sistema nervoso e sensorial.


Placas de captação da energia do sol

Energia do nosso dia-a-dia

Necessitamos da energia elétrica em muitas situações do cotidiano: para ver TV, tomar banho quente, conservar alimentos no refrigerador, andar de metrô, usar o celular, ver as horas no relógio digital de pulso etc.

Contudo, muito antes de toda essa energia estar pronta para ser consumida no nosso dia-a-dia é necessário criar mecanismos para obtê-la. E são várias as formas de produzir energia elétrica.

Normalmente, a primeira idéia que nos vem à mente é a produção realizada pelas usinas hidrelétricas. Ela é responsável por 17% da produção mundial de eletricidade. Em termos absolutos, os maiores produtores de energia hidrelétrica no mundo são o Canadá, China, Brasil, Estados Unidos e Rússia. No Brasil, esse tipo de produção de energia elétrica representa 83% do total necessário, segundo o Balanço Energético Nacional (de 2003). A Bacia do Rio Paraná é a principal produtora (cerca de 60% do total nacional), seguida pelas bacias do São Francisco e Tocantins (16% e 12%, respectivamente).

No Brasil, há muitas usinas termelétricas em funcionamento. Elas são instalações que produzem energia elétrica a partir da queima de carvão, óleo combustível ou gás natural. A grande vantagem de uma termelétrica é a possibilidade de ser implantada junto aos grandes centros de consumo de energia, desde que sejam atendidas as normas de proteção ao meio ambiente local. Isso possibilita a redução das perdas de energia nas linhas de transmissão, assim como diminui o risco de descontinuidade do fornecimento.

As termelétricas têm um papel vital no setor energético brasileiro, principalmente em épocas de estiagem e alto consumo, períodos em que ocorre uma forte diminuição da produção das usinas hidrelétricas e, conseqüentemente, aumenta os riscos de sobrecarga no sistema (popularmente conhecido como “apagão”).

A energia eólica é um tipo de energia limpa e renovável. Antigamente, a força dos ventos era utilizada para mover moinhos ou cata-ventos para trabalhos mecânicos de bombeamento de água, moagem de grãos e extração de óleos de nozes e outros grãos.

A primeira turbina eólica comercial ligada à rede elétrica pública foi instalada em 1976, na Dinamarca. Hoje, são mais de 30 mil turbinas eólicas gerando energia no mundo. Prevê-se que em 2020, 12% de toda a energia consumida será produzida pelos ventos.

Recentemente, o uso da biomassa para geração de energia está se tornando uma solução viável e mais atraente. Entende-se como biomassa todo recurso renovável oriundo de matéria orgânica de origem animal ou vegetal. A biomassa é uma forma indireta de energia solar, uma vez que essa é convertida em energia química através da fotossíntese, base dos processos biológicos dos seres vivos. Representa cerca de 14% de toda a produção mundial de energia, chegando a 60% em alguns países africanos.

Os combustíveis mais comuns da biomassa são os resíduos agrícolas, madeira e plantas, que são colhidos com o objetivo de produzir energia. O lixo municipal pode ser convertido em combustível para o transporte, indústrias e mesmo residências.

No Estado de São Paulo, é intensa a produção de biomassa energética por meio da cana-de-açúcar. O seu potencial produtivo pode ser comparável ao da energia hidrelétrica.

Também temos o biodiesel que, por sua vez, consiste em uma fonte renovável de energia e apresenta conveniências frente ao hidrogênio e ao álcool: é mais barato que o hidrogênio e sua produção é menos limitada à região sudeste, como no caso do etanol proveniente da cana-de-açúcar.

Quer ampliar seus conhecimentos sobre o tema? Então consulte os textos disponíveis para downloads sobre o tema e consultar os sites indicados no menu ao lado.

FONTE: Agência Internacional de Energia - IEA; Atlas de Energia Elétrica da ANEEL; Ambiente Brasil - Energia; Associação Européia de Energia Eólica – EWEA; Atlas do Potencial Eólico Brasileiro; Biblioteca Virtual da ONS; Biodiesel: Combustível renovável e ambientalmente correto; Ciência Hoje.

Links Relacionados

Downloads

 ESPECIAIS DO MÊS
 OUTROS ESPECIAIS
 BIBLIOTECA VIRTUAL

Não encontrou a informação que procurava?

Envie sua mensagem pelo formulário Fale Conosco e receba a informação que deseja.

Acompanhe as notícias da Biblioteca Virtual pelo Twitter

Biblioteca Virtual do Governo do Estado de São Paulo on Facebook

BIBLIOTECA VIRTUAL DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
Subsecretaria de Comunicação da Casa Civil

Facebook Twitter Google Plus Blog da Biblioteca Virtual YouTube