Biblioteca Virtual
Envie sua mensagem para a Biblioteca Virtual
Fale Conosco
Conheça a Biblioteca Virtual e saiba o que podemos fazer por você
Quem Somos

Especial: HISTÓRIA DA CIDADE DE SÃO PAULO [01/2007]

Tamanho do texto   A A A

Em 2007, São Paulo comemora 453 anos de história.

Historicamente, credita-se a sua fundação aos jesuítas que desbravaram a Serra do Mar até a região de planalto onde hoje conhecemos como Centro Velho da capital paulista. No dia de 25 de janeiro de 1554, Manoel da Nóbrega e José de Anchieta fundaram o Colégio de Jesuíta (atual Pátio do Colégio) numa região cercada pelos rios Anhangabaú e Tamanduateí, fundando, assim, o povoado de São Paulo de Piratininga.

Em 1560, o povoado tornou-se vila. No entanto, devido ao seu isolamento comercial e solo inadequado para a produção de bens de exportação, a Vila de São Paulo de Piratininga não era atraente para os objetivos dos colonizadores portugueses. Iniciou-se, assim, as atividades de exploração do interior da colônia pelos bandeirantes. Ainda que não tenha contribuído para o crescimento econômico de São Paulo, a atividade bandeirante foi a responsável pelo devassamento e ampliação do território brasileiro.


Por muito tempo, São Paulo era apenas uma pequena vila

Em 1711, a Vila conquistou o título de Cidade. No entanto, só em meados do século XIX, após a Independência do Brasil, São Paulo obteve destaque como capital de província e local de importantes atividades políticas. Esse desenvolvimento se tornou mais acelerado com a atividade cafeeira, por volta do ano 1880.

Os rendimentos do café geraram um bom volume de capital, desenvolvendo os negócios da cidade e possibilitando o investimento na implantação de uma indústria que ainda era inexistente naquela época. Além disso, esse poder conquistado às custas das lavouras cafeeiras foi decisivo para que São Paulo mantivesse, ao lado de Minas Gerais, a posição mais alta no governo brasileiro durante as primeiras décadas do século XX. Esse período ficou conhecido como "República do Café com Leite".

São Paulo foi palco da Semana de Arte Moderna de 1922, ocorrido entre 11 e 18 de fevereiro no Teatro Municipal da cidade. Durante os sete dias ocorreu uma exposição modernista no Teatro e nas noites dos dias 13, 15 de fevereiro e 17 ocorreram apresentações de poesia, música e palestras sobre a modernidade. A Semana, de uma certa maneira, nada mais foi do que uma ebulição de novas idéias totalmente libertada, nacionalista em busca de uma identidade própria e de uma maneira mais livre de expressão. Não se tinha, porém, um programa definido: sentia-se muito mais um desejo de experimentar diferentes caminhos do que de definir um único ideal moderno.

Com a queda da bolsa de valores de Nova Iorque e a Revolução de 1930, alterou-se a correlação das forças políticas que sustentou a "República Velha". A década que se iniciava foi especialmente marcante para São Paulo tanto pelas grandes realizações no campo da cultura e educação quanto pelas adversidades políticas. Os conflitos entre a elite política, representante dos setores agro-exportadores do Estado, e o governo federal, conduziram à Revolução Constitucionalista de 1932.

A derrota de São Paulo e sua participação restrita no cenário político nacional coincidiu, no entanto, com o florescimento de instituições científicas e educacionais.

Com o crescimento industrial da cidade, no século XX, a sua área urbanizada passou a aumentar em ritmos acelerados, sendo que alguns bairros residenciais foram construídos em lugares de chácaras. O grande surto industrial se deu durante a Segunda Guerra Mundial, devido à crise na cafeicultura e às restrições ao comércio internacional, o que fez a cidade ter uma taxa de crescimento muito elevada até os dias atuais.

Dados Básicos da Cidade de São Paulo (2005)

  • Área territorial: 1.509 km²
  • População: 10.744.060 habitantes
  • Taxa Anual de Crescimento da População: 0,6%
  • População com mais de 60 anos: 10,11%
  • População com menos de 15 anos: 24,32%
  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,841 (média do Estado: 0,814)
  • Número de Distritos: 96
  • Renda per Capita (dado de 2004): R$ 14.820,90
  •  
  • FONTE: SEADE - Perfil Municipal, http://www.seade.gov.br/produtos/perfil/perfil.php

Links Relacionados

Downloads

 ESPECIAIS DO MÊS
 OUTROS ESPECIAIS
 BIBLIOTECA VIRTUAL

Não encontrou a informação que procurava?

Envie sua mensagem pelo formulário Fale Conosco e receba a informação que deseja.

Acompanhe as notícias da Biblioteca Virtual pelo Twitter

Biblioteca Virtual do Governo do Estado de São Paulo on Facebook

BIBLIOTECA VIRTUAL DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
Subsecretaria de Comunicação da Casa Civil

Facebook Twitter Google Plus Blog da Biblioteca Virtual YouTube